quarta-feira, 19 de julho de 2017

Mãe procura filho (José Neto da Conceição), a 30 anos que a mesma não tem notícias!!


A senhora dona Luiza Teixeira dos Santos procura  seu filho José  Neto da Conceição conhecido por ( Boi Búfalo assim era o seu apelido  quando ele morava na Santa Tereza povoado de Lago da Pedra). Há mais de 30 anos que a senhora dona Luiza não tem noticias do seu filho, segundo a mãe hoje ele tem 48 anos de idade, nasceu em 29 de abril de 1969 o nome do pai é Aldenor Ferreira. Os nomes de seus irmãos são: Manoel, Maria, Francisco, Adenor Filho,  Rosilene conhecida como Filha.

De acordo com  a mãe o mesmo na época era de menor  e saiu de casa para viajar com o registro do seu irmão, o Aldenor Filho.
A ultima noticia que a família teve ele morava no Mato Grosso e de lá pra cá não obteve mais noticia, a mãe emocionada relata que é um dos seus sonhos rever seu filho novamente, "há me lembro demais dele queria ver tanto ele novamente, infelizmente o seu pai já faleceu, mais eu tenho esperança de encontrar ele em nome de Jesus".
Na epoca a família morava na Santa Tereza povoado de Lago da Pedra, depois foram morar nas Três Lagoas do Manduca e atualmente a dona Luiza e boa parte de seus familiares reside em Lagoa Grande do Maranhão, na Rua  Kennedy Soares, Bairro Mutirão.
Para maiores informações ligue para:
Zap do blog: (99) 98812-1534
Contato: (99) 988244773 - Dona Luiza,  (99)988496075 -zap e (99)984487127 - Josivan Lima, (99)999842453 - Patrícia.
Luíza Teixeira dos Santos

Dona Luiza e seu Aldenor "in memorian"



Luíza Teixeira dos Santos

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Lago do Junco MA:Dr. Cristóvão manda prefeito Osmar Fonseca assumir novamente o cargo em Lago do Junco




O juiz de Direito, Cristóvão Sousa Barros, da 5ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, proferiu nesta sexta-feira (23) a decisão que reintegra ao cargo de prefeito municipal de Lago do Junco, Osmar Fonseca dos Santos.
O gestor havia sido afastado no dia 14 de junho, mediante sentença do juiz Marcelo Santana Farias, titular da 74ª zona eleitoral (Lago da Pedra), que analisou uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) proposta por Leonel Gustavo Campos Arruda em desfavor de Osmar e julgou parcialmente procedente a acusação de compra de votos durante os meses de agosto, setembro e outubro do ano de 2016 (reveja aqui e aqui!).
De acordo com a sentença publicada hoje que reconduziu Osmar à Prefeitura de Lago do Junco, “a decisão agravada é desprovida de fundamentação, pois o julgador de 1º Grau não indicou fundamentos jurídicos para recebimento da inicial e que os três ofícios protocolados foram recebidos na mesma data, o que afasta omissão reiterada. Aduz que os fatos apurados pelo Ministério Público não denotam interesse pessoal na ausência de resposta aos expedientes, o que, no seu entender, afasta sua má-fé e descaracteriza a tipificação por ato de improbidade. Destaca ser indevida a medida de afastamento do cargo público, pois violadora da presunção de inocência e do Estado Democrático de Direito, além de configurar medida antecipatória de mérito.”


O advogado de Osmar, Carlos Sérgio de Carvalho Barros analisou a decisão.  “O Tribunal de Justiça, através do Desembargador José de Ribamar Castro e o próprio juiz substituto de Lago da Pedra, Cristóvão Barros, reconheceram a desproporcionalidade do ato de afastamento do Prefeito Osmar, afinal, não podemos banalizar os afastamentos daqueles que foram eleitos, pois é a própria soberania popular que é vulnerada. O prefeito Osmar não está sendo acusado de malversar recursos públicos ou de qualquer crime, não tendo praticado nenhum ilícito, jamais atrapalhou qualquer investigação e chega a ser risível a falta de fundamento da decisão que o afastara do cargo, mas que bom que outros juízes reconheceram isso de imediato, pois o maior prejudicado com essa instabilidade era a população que sofre com a descontinuidade das ações municipais.”


Fonte: Blog do Minard


quarta-feira, 21 de junho de 2017

Concurso: Governo anuncia concurso com mil vagas para Saúde


O concurso vai contemplar mil vagas para a rede de saúde, inclusive para médicos


O Governo do Estado anunciou concurso público para a área da Saúde. Mil novos postos de trabalho serão criados no Maranhão. O edital será publicado no segundo semestre deste ano, entre setembro e outubro, e o concurso será realizado em 2018. Há mais de 20 anos o Governo do Estado não realiza concurso público para área da saúde.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, ressaltou que o poder público fortalece a rede de saúde com a realização de concurso público. Em todas as áreas de saúde serão oferecidas vagas, a exemplo de médico, administrador hospitalar, enfermeiro e fisioterapeuta.

“O concurso vai contemplar mil vagas para a rede de saúde, inclusive para médicos. Mais de 20 anos depois, o Governo do Estado volta a fazer concurso público. Nós damos perspectiva de estabilidade e segurança para as pessoas. Durante muito tempo elas não puderam entrar no sistema de saúde, se não por indicação política. Fizemos um sistema por meio do qual as pessoas entravam por mérito próprio. Agora, finalmente, o concurso público, que foi pedido por tantas pessoas, vai ser um referencial”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Mais transparência

A Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) assumirá a organização do concurso, por meio de licitação para contratação de empresa especializada em certames para garantir a lisura de todo o processo.

“Anteriormente não existia isso, era necessário conhecer alguém para conseguir um emprego, e agora não. A postura do governador e do secretário é para valorizar a meritocracia. Então, quem tiver mais capacidade para passar na prova, vai preencher a vaga. A gente acredita que dessa forma cada vez mais a assistência vai ter mais capacidade por conta de que mais pessoas preparadas vão entrar na rede. É uma forma mais justa de se admitir novos colaboradores”, explicou a presidente da Emserh, Ianik Leal.

Do Blog do Garreto

sábado, 6 de maio de 2017

Professor é encontrado morto amarrado em árvore no interior do Maranhão


Um crime bárbaro abalou a população do município de Paraibano, interior do Estado do Maranhão. Um professor foi encontrado morto e amarrado em um tronco de árvore, próximo ao lixão da cidade.

vítima foi identificada como Ivanildo Pereira Costa, mais conhecido como Manin Marão. Ele estava desaparecido há alguns dias.
A polícia conseguiu localizar primeiro o veículo do professor, uma caminhonete Fiat Strada, que estava totalmente carbonizado.
Após buscas pela região, a polícia conseguiu encontrar o corpo do educador, no local conhecido como Alto da Serra.
Ivanildo Pereira estava com uma fita adesiva amarrada na boca e narina, juntamente com as mãos e pés. A polícia suspeita que o crime pode ter sido por vingança pelo fato do carro não ter sido levado.
Nas redes sociais, vários educadores se solidarizaram com a família do professor.



Do Blog do Luis Pablo.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Atualizado:Grávida é estuprada por menores maranhenses e namorado é degolado


Mais um crime brutal envolvendo menores de idade, violência sexual e homicídio choca o Maranhão. O caso aconteceu no início da madrugada desta quarta-feira (03) no município de Uruçuí, onde uma adolescente grávida, de 15 anos, teve que testemunhar a morte brutal do seu namorado, Flaviano Marinho e depois foi estuprada.




Segundo informações da polícia, o casal estava próximo a uma ponte que liga o município do estado do Maranhão, quando foram abordados por três suspeitos e levados para o mato. O namorado da menor grávida de cinco meses foi degolado na frente dela e teve o seu corpo jogado dentro do rio (veja a imagem abaixo), em seguida ela foi estuprada.

 A polícia já conseguiu apreender três menores com as iniciais R.N.S.B, 16 anos, A.A.S, 16 anos e M.V.C.G, 13 anos todos são da cidade de benedito Leite que são suspeitos de cometerem os crimes e eles vão prestar depoimento nesta quinta-feira. Há a suspeita que a motivação do crime seja dívida com drogas, mas a polícia investiga o caso para indicar quais foram as causas. Outra suspeita é que se tratou de um assalto, segundo informações, a moto do jovem morto foi levada, além de celulares.

Fonte: Maranhão de verdade

Mais informações:


Após o crime, a polícia conseguiu realizar a apreensão dos três menores envolvidos no caso que confessaram com frieza como cometeram o ato.

“‘Nois vinha vindo’ na ponte e quando chegamos o cara vinha vindo com a namorada […] nós abordamos ele e levamos ele lá pra baixo, o ***** e o ***** levaram ela para mais longe e eu fiquei com o namorado dela, aí depois que os caras estupraram ela eles voltaram. O ***** veio de lá e pegou a faca. O cara estava devendo ele por drogas, ele deu 100 reais pro cara e ele não voltou com a droga, aí ele pegou a faca e cortou o cara […] cortou o pescoço ai depois a gente jogou ele no rio, pegamos pelas pernas e pelo braço”, detalha ele.

O tio do jovem Flaviano da Silva Marinho, de 19 anos, que foi degolado e teve o corpo jogado no Rio Parnaíba, afirmou que o sobrinho não tinha envolvimento com o crime, argumento esse utilizado por um dos menores que declarou que Flaviano estava devendo drogas para um dos adolescentes.

“Até agora a gente só sabe que mataram ele e não sabemos nem o porque. A gente sabe que ele não tinha envolvimento nenhum com tráfico, nem com crime. Só queremos a verdade, o real motivo”, disse.

O corpo de Flaviano foi encontrado por volta das 09h30 de ontem através da ajuda de pescadores que acionaram a polícia. De acordo com informações do delegado do caso, Bruno Ursulino, um dos menores apreendidos no caso já tem mais de 30 passagens pela polícia.


Fonte : Blog do Wilque Gomes




quinta-feira, 23 de março de 2017

Eleitor que não votou nas últimas 03 eleições tem até o dia 02 de maio pra regularizar a situação




O eleitor que não votou e não justificou a ausência nas três últimas eleições ou não pagou as multas correspondentes deve se dirigir ao cartório eleitoral, até 2 de maio deste ano, para regularizar a sua situação. Se após essa data esses eleitores não estiverem regulares com a Justiça Eleitoral, correm o risco de ter o título cancelado. A legislação considera cada turno de votação um pleito em separado para efeito de cancelamento de título. O cancelamento automático do título de eleitor ocorrerá de 17 a 19 de maio de 2017.
O parágrafo 6º do Provimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 1/2017 estabelece que “será cancelada a inscrição do eleitor que se abstiver de votar em três eleições consecutivas, salvo se houver apresentado justificativa para a falta ou efetuado o pagamento de multa, ficando excluídos do cancelamento os eleitores que, por prerrogativa constitucional, não estejam obrigados ao exercício do voto”.
Assim, os eleitores com voto facultativo (analfabetos, eleitores de 16 a 18 anos incompletos e maiores de 70 anos) ou com deficiência previamente informada à Justiça Eleitoral não necessitam comparecer ao cartório para regularizar a sua situação.
O que levar

Para fazer a regularização, o eleitor deverá apresentar no cartório eleitoral documento oficial com foto, comprovante de residência e, se possuir, título eleitoral e os comprovantes de votação, de justificativa ou de quitação de multa.
Pesquisa

Para saber como está a sua situação perante a Justiça Eleitoral, o eleitor pode fazer a pesquisa na aba Eleitor no link “Consulta por nome”, entre outros tópicos, localizada na barra verde superior da homepage do Portal do TSE ou no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do estado. Pode ainda ir ao cartório eleitoral e solicitar essa informação.
EM/LC

quarta-feira, 22 de março de 2017

Atenção: Cemar pode ter gerado prejuízos milionários aos consumidores


A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) deverá apresentar, num prazo de 60 dias, proposta de ressarcimento a consumidores que foram vítimas de cobranças indevidas em suas contas, com base em prática que pode ter gerado prejuízo milionário aos consumidores em todo o estado do Maranhão. A solicitação é decorrente de notificação feita à concessionária pelo Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon), da Defensoria Pública do Estado (DPE/MA).

DPE/MA notifica Cemar para ressarcir  consumidores vitimas de cobranças indevidas


Conforme informações apuradas pela instituição, há caso em que a fatura foi reduzida de R$ 6.900,00 para R$ 300,00, evidenciando que a Cemar chegou a cobrar mais de 20 vezes o valor efetivamente devido pelo consumidor, recusando-se, ainda, a efetuar a revisão necessária.

Segundo o defensor público Luís Otávio Moraes Filho, do Nudecon, “durante todo o ano de 2016 a Cemar, reiteradas vezes, deixou de efetuar a leitura mensal nas unidades consumidoras, aplicando apenas o valor correspondente ao custo de disponibilidade. Posteriormente, a empresa passou a aplicar a totalidade do consumo não registrado em uma única fatura, o que acabava registrando valor exorbitante e ilegal, ocasionando graves prejuízos aos consumidores”.

Nesses casos, a resolução nº 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em seu art. 113, permite que a empresa efetue ajuste de consumo recuperando o que não foi cobrado apenas nos últimos três meses, casos em que a concessionária de energia deve fazer as compensações necessárias e o parcelamento automático da fatura.

“Entretanto, verificou-se que em grande parte dos casos a Cemar não observou as limitações impostas pela norma, e muito menos os ajustes necessários, bem como o parcelamento automático da fatura”, disse Luís Otávio Filho, justificando a instauração do Procedimento Preparatório de Tutela Coletiva nº 01/2017, pela DPE/MA. “Como consequência, os consumidores foram prejudicados, uma vez que não houve a compensação dos valores dos custos de disponibilidade já pagos. Também foi gerado aumento da alíquota do ICMS em virtude da elevação da faixa de consumo da unidade, bem como não houve a limitação do ajuste de consumo aos últimos três meses não faturados”, completou.

Fonte: O 4° Poder